O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta segunda-feira, 3, que, antes de o Brasil implementar um Imposto de Valor Agregado (IVA) nacional, é preciso “consertar os problemas” do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Programa de Integração Social (PIS) e do Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

“Quando se pensa em criar um IVA nacional, e a maioria das pessoas gosta da ideia e faz todo o sentido, é preciso arrumar os desequilíbrios que temos hoje no ICMS e no PIS e no Cofins”, disse o ministro, durante o 15º Fórum de Economia da FGV.

Segundo ele, uma reforma do PIS e do Cofins é “absolutamente convergente” com a ideia de criar o IVA nacional.

O IVA é uma proposta para simplificar a tributação sobre consumo, reunindo vários impostos em um só. Tem sido defendida, por exemplo, pelo candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB).

Fonte: Isto é

This article has 2 comments

  1. Jose santos Reply

    Bom dia

    Um outro elemento importante com este imposto e que simplifica o controle e aumenta a eficiencia da cobranca

    Att

    Jose

    • Mauro Negruni Reply

      Prezado José, obrigado pelo seu comentário. Fique sempre à vontade em participar com opiniões e sugestões.
      Abraço.

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.